Blog

O constante crescimento do veganismo no Brasil

Você com certeza ouviu falar sobre o veganismo, mas você realmente sabe como ele funciona? Estima-se que cerca de 4 a 7 milhões de brasileiros são adeptos ao veganismo ou pensam em aderir ao movimento que cada vez mais cresce.

O veganismo vai muito além de não comer carne, é um verdadeiro estilo de vida que envolve não consumir nada que contenha ingredientes de origem animal, o que incluir por exemplo cosméticos e roupas. Cada vez mais pessoas estão aderindo devido ao maior acesso à informação e ao desejo de gerar menos impactos ao meio ambiente.

Mesmo não se limitando apenas ao cardápio é ele que mais chama atenção. Afinal de contas como é eliminar desde o bife até a gelatina da alimentação e quais os efeitos que isso pode trazer para o corpo? Segundo estudos realizados na Universidade de Florença na Itália o risco de câncer entre os veganos é 15% menor do que entre os que comem carne e derivados. Uma revisão publicada pelo British Medical Journal concluiu que a dieta vegana facilita a perda de peso e ajuda a baixar os níveis de triglicérides e colesterol.

Mas é preciso tomar aqui, pouquíssimas pessoas aderem ao estilo de vida vegano pensando apenas no próprio bem-estar, além disso aderir ao veganismo não é garantia de quilos a menos. Se a única substituição dos produtos de origem animal forem apenas fontes de carboidratos como pães e massas, tanto a balança quanto a saúde podem mudar para o lado negativo.

É preciso saber combinar

Apesar dos benefícios é preciso tomar alguns cuidados na hora de se tornar vegano, para não desenvolver nenhuma carência nutricional. A que precisa de mais atenção é a proteína, a de origem animal já possui todos os aminoácidos necessários. As do reino vegetal precisam ser combinadas para atingir o mesmo efeito, para isso combine leguminosas com cereais no prato. A dica é escolher variedades de pelo menos três cores para ter acesso a várias vitaminas.

Impacto Ambiental

Mas qual é o real impacto ambiental de se tornar vegano? De acordo com as Universidades de Tulane e de Michigan, nos Estados Unidos ele é bem alto. Quando alguém opta por priorizar carnes e laticínios na sua dieta está contribuindo para uma produção cinco vezes maior de gases do efeito estufa.

Só aqui no Brasil a agropecuária responde por 71% das emissões desses gases na atmosfera, além disso a criação de animais para abate demanda muito uso de água. Ou seja ao se tornar vegano você está realmente ajudando o planeta.

Aline Fatima – Redação +Qv Fit

You may also like...